Lista: 10 Histórias da Mulher-Maravilha

junho 07, 2017 / Thyago Costa /

Separamos 10 historias do mundo dos quadrinhos para você conhecer mais da princesa das Amazonas




Na última quinta-feira (01/06) estreou por nossas terras brasileiras o aguardado filme da Mulher-Maravilha, com um sucesso arrebatador. A personagem ganhou bastante notoriedade nos últimos anos e arrebatou uma legião de fãs. Tendo sua primeira aparição em Dezembro de 1941, na revista "All-Star Comics #08", onde foi construida uma grande cronologia nos quadrinhos (um pouco enrolada também devido a Crise nas Infinitas Terras). De lá para cá, a Princesa das Amazonas ensinou, em sua caminhada, que a força da determinação, compaixão, justiça e esperança superam todo e qualquer mal.

Para você que deseja conhecer mais sobre a personagem, abaixo estão listadas algumas boas histórias desse ícone dos quadrinhos:

1) Gods and Mortals: Wonder Woman Vol.02 #01-06 (1987)
Após a Crise nas Infinitas Terras, a DC Comics precisou reinventar seus personagens com origens mais coesas para a época, que serviriam de base para as histórias futuras. "Gods and Mortals" foi o primeiro arco da Mulher-Maravilha nessa leva de reinvenção, com George Perez na frente desse trabalho como artista e um dos roteiristas. O trabalho de Perez reorganizou as origens de Diana, das Amazonas, de Themyscira e, principalmente, sua conexão com os deuses. Além do primeiro embate entre Ares e Diana no mundo dos homens. Você encontra esse arco na revista "Lendas do Universo DC - Mulher-Maravilha n° 1" publicada pela Panini em Fevereiro desse ano.

2) Desafio dos Deuses: Wonder Woman Vol.02 #08-14 (1987)
George Pérez continuou sua jornada no título da Amazona, dessa vez aliado ao roteiristas Len Wein. O segundo arco da revista expandiu a mitologia de Diana, e introduziu modernamente sua vilã mais casca grossa e duradoura: a Mulher-Leopardo. Diana ainda teve que lidar com a rivalidade entre as Amazonas e até mesmo confrontar o Deus do Olimpo. Essa história foi publicada recentemente em "Lendas do Universo DC - Mulher-Maravilha n° 2" pela Panini em Março desse ano.


3) O Espírito da Verdade (2001)
Com a arte exuberante de Alex Ross e roteiro de Paul Dini, "Espírito da Verdade" é uma história simples e forte, apresentando o passado de Diana e sua importância para o mundo moderno. A história se desenvolve em Diana lutando contra algumas ameaças, sendo uma embaixadora para seu povo e principalmente o choque que sua imagem pode ou não causar na maneira como as mulheres são tratadas ao redor do mundo. Infelizmente essa edição está esgotada no Brasil, porém a Panini prometeu a reimpressão de "Os Maiores Super Heróis do Mundo", e nessa edição você poderá encontrar essa história da Mulher-Maravilha (juntamente com Batman, Superman, Shazam e Liga da Justiça).

4) Paradise Lost: Wonder Woman Vol.02 #164-170 (2001)
Nessa história, dividida em pequenos arcos, acompanhamos Diana indo até Gotham atrás de alguns Deuses que começaram a espalhar o caos na cidade. Posteriormente vemos a eclosão de uma violenta guerra civil na Ilha Paraíso com Diana sendo a mediadora na ausência de sua mãe. Na última parte temos uma entrevista entre Diana e Lois Lane, aonde a repórter aprende o verdadeiro significado do símbolo que a Mulher-Maravilha representa para o mundo. Essa história saiu em "DC Comics - Coleção de Graphic Novels n° 26" publicada pela Eaglemoss em setembro de 2016.

5) Mulher-Maravilha: Hiketeia (2002)
Hikiteia foi o primeiro trabalho de Greg Rucka com a Mulher-Maravilha, o que possivelmente o tornou um dos autores principais no cânone da personagem. "Hiketeia" refere-se a um ritual sagrado de súplica e proteção. A história apresenta uma mulher chamada Danielle que busca a ajuda de Diana. O problema é que Danielle matou os homens que mataram sua irmã, atraindo a atenção de ninguém menos que o Batman. A narrativa evolui sobre a verdadeira natureza da justiça e da moral. A Panini publicou essa edição em 2003, infelizmente encontra-se esgotada, mas pode ser adquirida em sebos ou grupos de vendas de quadrinhos.

6) JLA: A League of One (2002)
Nessa incrível one-shot, Diana confrontará uma profecia que dita o fim da Liga da Justiça. Tudo começa quando um poderoso e antigo Dragão começa a despertar depois de muitos anos. Diana, ao ver a profecia se concretizando, neutraliza todos os integrantes da Liga (mostrando a poderosa personagem que é) para que reste apenas um para enfrentar a besta ancestral. A idéia de ver seus companheiros mortos é aterradora para a Princesa das Amazonas, e eleva o valor de sacrifício em uma narrativa emocionante. Essa história foi publicada pela Mythos em 2003, e não foi publicada mais desde então, uma pena.

7) Eyes of the Gorgon: Wonder Woman Vol.02 #206-213 (2004)
Greg Rucka retorna nessa história que colocará Diana contra a mais perigosa das Gorgonas: Medusa. A Ilha Paraíso reside agora próxima ao litoral dos EUA, e como embaixadora, Diana terá maior trabalho no meio político e na questão da segurança nacional. Em meio a isso, os inimigos da Mulher-Maravilha tramam para ela combater Medusa, e se isso não bastasse o Olimpo está sofrendo um golpe, e Diana terá que decidir qual lado apoiar. Greg Rucka nos presenteia com um quadrinho cheio de tensão e momentos épicos protagonizados pela super-heroína. Outra história que merece uma republicação, alô Panini!

8) The Circle: Wonder Woman Vol.03 #14-17 (2008)
Gail Simone sem dúvidas foi um dos maiores símbolos a passar pelo roteiro de Mulher-Maravilha, mostrando todo o potencial narrativo da personagem. Em "The Circle" foi revelado que um grupo de Amazonas não ficou feliz com o nascimento de Diana, algo que repercutiu durante os anos de sua vida. Diana ainda precisa combater um exército de neonazistas liderados por um psicopata. Entre esses problemas, Diana tem que se acostumar a não ter poderes quando está em sua identidade secreta. E é nesse ponto que a história se destaca, pois a Mulher Maravilha prova que não precisa de poderes para derrubar os mais perigosos e poderosos inimigos que surgirem. Você pode encontrar essa história em "DC Comics - Coleção de Graphic Novels n° 17" publicado pela Eaglemoss em maio de 2016.

9) Mulher-Maravilha Novos52 #01-35 (2011)
O reboot da DC Comics em 2011 trouxe uma enxurrada de péssimas histórias para a editora, porém o título da Mulher-Maravilha foi uma das exceções. Escrito por Brian Azzarello e desenhado por Cliff Chiang, o novo título trouxe uma nova origem para Diana ao revelar que ela é filha de Zeus. Logo, atraindo a fúria de Hera sobre a Ilha Paraíso. Além disso, Diana precisa ajudar uma jovem grávida de um filho do Pai do Olimpo. Azzarello evoluiu profundamente a mitologia da personagem, com passagens narrativas aonde Diana enfrenta problemas reais como a opressão e a intolerância em nosso mundo. A editora Panini publicou toda essa fase em mensais e está publicando em edições encadernadas, com dois volumes já disponíveis: "Sangue" e "Direito de Nascença".

10) Mulher-Maravilha Rebirth (2016)
Após muitas inconsistências no Universo dos Novos 52, a DC Comics resolveu rever seus conceitos e reparar os danos causados a sua cronologia. Greg Rucka retorna ao título da Mulher-Maravilha e narra a jornada de Diana ao tentar entender quem está manipulando o universo ao seu redor e implantou mentiras em sua vida. Em paralelo a isso, temos o "Ano Um" de Diana, mostrando uma nova roupagem a origem dela, atribuindo elementos narrativos mais modernos para chamar novos leitores. Essa fase está sendo publicada atualmente e é uma excelente oportunidade para começar a ler Mulher-Maravilha. A Panini está publicando aqui no Brasil em revistas mensais intituladas "Mulher-Maravilha Renascimento".

Bom gente, termina aqui a nossa pequena lista sobre está personagem que a todo rebot consegue trazer mais incríveis historias para os novos e antigos leitores sendo ou não do universo dos quadrinhos.

Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram